Clique na Imagem

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

VII Recriação Histórica do Cerco de Almeida


Caríssimos,

Devido a uma conjugação de circunstâncias, umas melhores do que outras, não tenho podido dar a devida atenção a este espaço, mas venho agora reparar esse lapso através do anúncio do maior evento de reconstituição histórica que anualmente se realiza em Portugal: O Cerco de Almeida.

Este ano vamos comemorar mais um Bicentenário dos muitos eventos que assolaram esta magnifica Vila, no decurso das Invasões Francesas. Trata-se da comemoração da reconquista da fortaleza de Almeida por parte do exército luso-inglês, numa altura que se encontrava ocupada pelo exército imperial francês.

Como todos sabem (ou não...), no mês de Julho de 1810 teve lugar a chamada Terceira Invasão Francesa do nosso país, desta vez comandada pelo Marechal André Massena, a quem Napoleão incumbiu de acabar de uma vez por todas com os problemas causados pelo exército luso-inglês localizado em Portugal, que apesar de reduzido quando comparado com os imensos exércitos franceses localizado na Península Ibérica, desde o ano de 1809 que se vinha relevando eficaz, tendo não só contribuido para a derrota das duas anteriores invasões, como também servia de base de apoio fundamental, designadamente em termos financeiros, para as guerrilhas e exércitos espanhóis.

Para este efeito foi constituído um poderoso exército de cerca de 65 mil homens sob o comando daquele a quem chamavam "o filho querido da Vitória", que ameaçava varrer toda a oposição que encontrasse pela frente e entrar triunfalmente na cidade de Lisboa. 
A meu ver, esta opção por Lisboa como destino deve ter tido a ver com o facto de que, conforme tinha ficado demonstrado em 1809, os ares da cidade do Porto não serem muito bons para a saúde dos franceses...

Seja como for, o certo é que depois da batalha do Buçaco e do confronto (ou falta dele) junto às Linhas de Torres Vedras, Massena chegou à conclusão não lhe restava outra opção que não fosse a retirada para Espanha, uma vez que por cá nem nas Termas conseguia descansar.

É no contexto desta retirada que ocorre mais um Cerco à formosa Vila de Almeida, entre o meses de Abril e Maio de 1811. Nesta altura a fortaleza estava defendida por cerca de 1.200 tropas francesas sob o comando do general Brennier.
Com a bravura característica das tropas francesas, este general conseguiu não só resistir ao Cerco durante um período considerável de tempo, como a final e através de uma manobra audaciosa e arriscada, logrou furar o Cerco com um número considerável das suas forças e reunir-se ao exército francês ainda comandado por Massena.
 Este feito de armas mereceu rasgados elogios por parte de Napoleão e terríveis reprimendas por parte de Wellington, que não compreendeu como é que um punhado de homens tinha logrado escapar a milhares dos seus soldados.

Por estas razões e pela primeira vez desde que se realiza este evento anual em Almeida, quem vai defender a fortaleza irão ser os soldados franceses e quem vai tentar o assalto às muralhas serão os soldados luso-ingleses!
Vamos ver se as muralhas conseguem resistir aos tiros das nossas peças de artilharia...
Será também realizado um interessante "combate" na formosa aldeia de Malpartida, onde se irá recriar a fuga e perseguição das tropas de Brennier através das ruas da aldeia e da sua magnifica e antiquissima ponte romana.


Por último, mas não em último, o evento deste ano irá ter ainda um aspecto singular, no sentido de que a maioria dos recriadores irá ficar alojada em tendas, num acampamento histórico, que durante a tarde de sábado irá ficar disponível para ser visitado pelo público em geral.

Não esquecer que no domingo de tarde é "fim de festa" pois a malta tem de fazer as malas e voltar a suas casas, uma vez que todos os participantes se deslocam centenas ou milhares de quilómetros para estarem neste evento. Apesar deste facto constar do programa e se repetir todos os anos, há sempre um grupo de "turistas" que chega a Almeida apenas no domingo de tarde a perguntar "então, já acabou a festa?"

O programa geral do evento está disponível em:

Alma até Almeida!

Pedro Casimiro