Clique na Imagem

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Bicentenario da Batalha de Salamanca (Los Arapiles) (4)



Caríssimos

Venho agora trazer-vos mais algumas imagens relativas a este evento, onde é possível visualizar a extensão do campo de batalha original.
Na imagem acima podemos ver o nosso cabo Mário Alverca, do Regimento de Artilharia nº 4 (R.A. 4), junto à sua peça de artilharia, a aguardar o início dos combates.


As duas peças de artilharia do R.A. 4 ficaram posicionadas no cimo de um dos montes Arapiles, onde tiveram uma perspectiva privilegiada sobre todo o campo de batalha.


Aqui podemos ver um oficial inglês do 95th Rifles, a utilizar o seu óculo para melhor analisar as tropas adversárias.


Esta é a perspectiva que temos das linhas adversárias, imediatamente antes do início dos combates, quando  estamos integrados numa linha de infantaria. Ao fundo estão as tropas francesas.


Este evento teve mais de 400 recriadores históricos participantes. Todavia, a dimensão do campo de batalha era de tal ordem que tornava diminuta a proporção do mesmo que foi utilizada.



Vistas estas imagens, torna-se mais fácil usar a imaginação e perspectivar a presença em campo de cerca de cem mil homens, no decurso da grande batalha ocorrida no dia 22 de Julho de 1812.

Pedro Casimiro

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Bicentenário da Batalha de Salamanca (Los Arapiles) (3)


Caríssimos,

Venho aqui deixar-vos algumas imagens relativas ao casal de recriadores históricos mais simpático que compareceu neste evento. Como veêm, "de pequenino é que se torce o pepino" e este par de anjinhos está no bom caminho para optar por um modo de vida saudável, recheado de convívios sãos e de contacto com a natureza.


É fácil de ver quem tem ar de "Boss"


Quem se meter com este rijo guerrilheiro da meseta castelhana vai certamente ficar em apuros.


Acabei de saber que o nome deste pequeno herói é Victor! 

Aqui o temos junto de seu pai.


Uma mulher quer-se despachada e espevitada....


Pedro Casimiro

terça-feira, 24 de julho de 2012

Bicentenário da Batalha de Salamanca (Los Arapiles) (2)


Caríssimos,

Mais uma vez graças a colaboração do nosso amigo Juan Alberti, tenho a possibilidade de vos apresentar aqui algumas imagens relativas a este evento, designadamente na parte respeitante à participação do destacamento português, composto por elementos do Regimento de Artilharia nº 4 e dos Regimento de Infantaria nº 11 e 23.
E pelos vistos alguém teve a excelente ideia de mandar as tropas marchar desde o acampamento até ao campo de batalha (ao fundo é possível visualizar os montes Arapiles), para aquecer os músculos e ganhar apetite. Só que esse "alguém" esqueceu-se de avisar que se tratava de uma marcha de cerca de 8 quilómetros, com o equipamento todo às costas.


E como não podia deixar de ser, este modesto passeio obrigou a várias paragens para as tropas descansarem e recuperarem o fôlego. Temos aqui os nossos oficiais Faria e Silva e José Patena a fazerem um ponto da situação e avaliarem a possibilidade de a coluna poder vir a ser alvo de um ataque de surpresa por parte das tropas adversárias.


O dito "alguém" que se lembrou de fazer a marcha também se podia ter lembrado de colocar umas "tasquinhas" ao longo do caminho, com bebidas frescas. A malta até era capaz de perdoar um eventual anacronismo histórico...


Aqui temos a entrada para o nosso acampamento, devidamente assinalada pela bandeira nacional (actual). 


Uma vez mais, as nossas tropas tiveram o prazer de acampar no local exacto onde há duzentos anos atrás milhares dos nossos compatriotas combateram em defesa da pátria, tendo muitos deles feito o sacrificio último em prol desse ideal. 
É também para que a memória desses homens não se perca nas brumas do tempo que dedicamos a nossa disponibilidade pessoal a esta actividade.

Pedro Casimiro

domingo, 22 de julho de 2012

Bicentenário da Batalha de Salamanca (Los Arapiles)


Pois é, caros amigos,

Hoje já se realizaram duros combates em Salamanca, envolvendo várias centenas de homens e mulheres dos quatro cantos do mundo, que se deslocaram àquela cidade espanhola a fim de participarem nas comemorações do bicentenário deste importante acontecimento histórico, ocorrido há exactamente duzentos anos a esta parte (22 de Julho de 1812), entre os quais se incluiu um significativo destacamento de tropas portuguesas do GRHMA e da ANP.

Deixo-vos uns pequenos videos alusivos a este evento aqui e aqui, e brevemente voltarei ao vosso contacto com imagens relativas à participação das tropas portuguesas neste evento (esperando que haja alguma alma caridosa que tenha a gentileza de as enviar...).

Pedro Casimiro


segunda-feira, 16 de julho de 2012

Mielan (França) - Fotos & Videos (3)


Caríssimos, 

Volto ao vosso contacto para trazer mais algumas excelentes imagens relativas à deslocação do GRHMA à simpática localidade de Mielan, situada na Gasconha (França). Na imagem supra é possível visualizar a entrada oficial do nosso acampamento e a placa identificativa fornecida pela organização (os erros gramaticais foram culpa do acordo ortográfico...). 
Vejam lá se adivinham quem é que elaborou aquele fantástico esquema em corda que segura a placa...


O nosso acampamento ficou localizado num sitio bastante arejado e central, com um tapete de relva muito agradável.


Aqui temos os nossos soldados a trabalhar na manutenção e preparação do seu equipamento de combate.

E como o trabalho, abre o apetite, a malta começou logo a pensar em comer.


E aqui temos o soldado Miguel que, nos raros períodos em que o viamos acordado, ficava perto da fogueira a mexer na panela da sopa.

Da sopa, porém, nem rasto se viu...


Esta foi umas das mesas colectivas montadas no acampamento histórico.

O principal defeito organizativo deste evento foi na verdade a comida: além de pouca, tinha um sabor muito peculiar (aqui estou a utilizar o que é costume chamar-se de eufemismo...).


E como um soldado português nunca se atrapalha, havia sempre a possibilidade de recorrer às nossas rações de emergência, como vemos aqui a fazer os soldados Xiko, Manera, Palanca e Guto.


Aqui podemos ver o nosso cabo Rui Nabais a olhar com um ar preocupado para o seu prato com Coq au Vin.

A razão principal da sua preocupação tinha a ver com o facto de o prato ter muito Vin e pouco Coq...

Eu diria mesmo, Coq, nem vê-lo...


Aqui podem ver-me a mexer no prato no decurso de uma outra refeição, com um ar preocupado pelo facto de não haver comida para o encher.

Isto foi momentos antes de desistir de esperar e decidir aproveitar melhor o tempo, dormindo uma boa soneca na minha tenda...


Claro está que houve soldados, como aqui o nosso sargento Coelho, que chegavam a ficar verdadeiramente preocupados com as diminutas "munições de boca" que a organização fornecia às tropas.


A melhor solução para as tropas passava mesmo por esquecer o estômago e pensar noutras coisas mais agradáveis.

Foi precisamente o que fizeram os soldados Tó e Xiko, como podemos ver nesta imagem, que optaram por se distrair a tirar fotos com algumas beldades francesas...


Pedro Casimiro



sexta-feira, 13 de julho de 2012

Mielan (França) - Fotos & Videos (2)

video

Caríssimos,

Esta viagem a França teve alguns pontos altos, um dos quais teve a ver com o prazer que foi constatar uma vez mais a excelência que os recriadores históricos franceses manifestam, no que toca à reprodução de peças musicais de época.

E aqui temos um desses exemplos, em que os soldados do GRHMA foram autenticamente agraciados com um peça musical (British Grenadiers) tocada pelos três recriadores históricos franceses que podemos ver nas imagens.

Merci beaucoup encore pour votre gentillesse et votre competence!

Além disso,


Não sei se teve ou não a ver com a música, mas tivemos vários elementos que manifestaram sintomas preocupantes, que (à semelhança do que em tempos sucedeu com a deslocação a Waterloo, na Bélgica) teve a ver com dificuldades em manter os olhos abertos e a boca fechada.

Um dos elementos mais exemplares nesta matéria foi o nosso cabo de artilharia António Guedes.




E aqui o temos a dormir sentado numa praça de Mielan.


Aqui o temos a dormir deitado num simples banco de jardim.


Ora aqui está ele outra vez, a dormir de novo sentado.


E, para não variar, aqui o temos novamente a dormir, neste caso de boca bem aberta.

Aqui até é facil perceber que o nosso camarada estava a sonhar e o sonho tinha a ver com a Festa do Bucho, realizada há alguns meses em Freineda.

Aqui o nosso cabo estava a recordar-se como estava saboroso o bucho que provou na altura...

Cá para mim o António passou a maior parte desta viagem a dormir e só acordava mesmo quando era para comer.



Não sei se foi por contágio ou não, o que é certo é que a "doença" alastrou por mais camaradas nossos.

Aqui temos o caso do nosso sargento Guedes que também estava a sonhar e a pensar em comida, só que no caso dele tinha a ver com tripas à moda do Porto.

Como o nosso amigo Armindo mandou muitas fotos, ainda vamos ter mais episódios relativos a este deslocação e estou em crer que vai haver um pouco de "história" para todos os elementos participantes...

Pedro Casimiro


terça-feira, 10 de julho de 2012

Mielan (França) - Fotos & Videos (1)


Caríssimos,

Graças à colaboração do nosso camarada e amigo Armindo, que fez o especial favor de me enviar, por via postal, um CD com imagens relativas à nossa participação neste evento, vou ter a possibilidade de fazer aqui uma reportagem fotográfica relativas a este evento.


Felizmente que não tivemos de marchar para chegar até França, ao contrário do que aconteceu com os nossos antepassados em 1813!

A nossa deslocação fez-se em vários automóveis, mas não deixou de ser esgotante, sendo a viagem de ida feita de noite (passada em claro), com chegada a Mielan por volta das 06.00 horas da madrugada, a que se seguiu a imediata montagem do nosso acampamento.

Um recriador histórico não conhece descanso.


Tivemos a oportunidade de travar novos conhecimentos com recriadores históricos franceses, tal como sucedeu com estes camaradas do 1er Regiment Étranger, comandados pelo nosso amigo Jean Berges. O destacamento de sapadores deste regimento, que é possível visualizar nesta imagem, possui um equipamento e uma apresentação impecáveis.

A título de curiosidade é de referir que vários dos elementos deste grupo são veteranos da Legião Estrangeira francesa.



Aqui temos o nosso sargento Guedes e o nosso amigo Paulo Amorim, no decurso de uma cerimónia evocativa realizada no cemitério de Mielan.


E antes de ir para esta cerimónia, o nosso sargento Guedes dedicou-se a fazer algum "salto à corda" no acampamento, para aquecer os músculos...



Aqui podemos visualizar vários elementos que compunham o Estado Maior do General Lannes.

Os franceses não perdoam, no que toca ao aprumo e ao rigor histórico.


Aqui podemos ver o nosso amigo Alves a meter conversa com Monsieur le Comissaire e a tentar arranjar uma cunha para a malta.


A malta de hoje em dia arranja uma botija de água quente para aquecer os pés, quando tem frio.

Porém, um recriador histórico que se preza dorme de pés descalços e arranja um rafeiro para manter os pés quentes...


Aqui podemos ver parte do nosso acampamento histórico.

Durante a noite, após a nossa chegada, choveu "a potes" e foi uma agradável surpresa perceber que as nossas tendas são completamente impermeáveis, pois todos os soldados acordaram bem secos.

Brevemente havera mais!

Pedro Casimiro

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Bicentenário da Batalha de Salamanca (Los Arapiles) - dias 20, 21 e 22 de Julho de 2012

(imagem retirada daqui)

Caríssimos,

Como sabem, estamos a preparar uma nova deslocação do GRHMA, desta vez para participar na comemoração do bicentenário da Batalha de Salamanca, também conhecida por Batalha de Los Arapiles, ocorrida no dia 22 de Julho de 1812.

Este foi um dos encontros decisivos da Guerra Peninsular, que precedeu a libertação, ainda que temporária, da cidade de Madrid, marcando o princípio do fim do dominio francês em Espanha. Esta batalha traduziu-se numa vitória decisiva do exercito luso-inglês, que teve cerca de 5.000 baixas, enquanto o exército imperial francês sofreu cerca de 13.000 baixas.

Já foi enviada a listagem dos elementos inscritos no evento e pede-se aos elementos que ainda não estão incluídos o favor de o fazerem com a maior brevidade possível, de molde a poderem ser feitos todos os preparativos necessários.

Pedro Casimiro