Clique na Imagem

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Bicentenário da Batalha de Toulouse - reportagem fotográfica


Caríssimos,

Como tenho a certeza que todos aguardam, com considerável expetativa, a publicação de algumas imagens relativas à recente deslocação realizada pelos nossos regimentos em terras gaulesas, venho satisfazer a v/ curiosidade, agradecendo desde já a todos os elementos que fizeram o especial favor de enviarem estas imagens,


Como sucede habitualmente, para chegar ao destino é preciso viajar...
Mas há viagens e viagens. E aquelas que demoram, em média, 10 horas a concluir são sempre as melhores!
Acima podemos ver os nossos soldados (à civil...) na paragem feita na fronteira, para realização de uma  refeição muito importante: o almoço.


Eu bem que pedi às tropas que fizessem um prévio reconhecimento do terreno, para ver se havia tropas inimigas nas redondezas, mas de nada valeu, pois a primeira coisa que os nossos soldados fizeram foi abrir as mochilas e agarrar as munições de boca...


Ainda bem que a Santa Eugénia nos acompanhou, para garantir que todos tivessem acesso a uns rojões e a umas feveras fresquinhas!


E depois de muitas horas de viagem, lá chegamos a Toulouse, acompanhados por muita chuva...


Para alguns, esta seria uma boa altura para procurar um sofá ou um quarto quentinho, para tirar uma boa soneca.


Mas isso é só para os fracos!
Os soldados a sério (como nós...) montam o seu acampamento e acendem uma boa fogueira para fazer uma sopa para o jantar.


E cá está: nada como um jantar à lareira, temperado com uma boa chuvinha...


E para mostrar que as tropas portuguesas "mean business", nada como colocar um canhão à entrada do acampamento.



 E nem sequer depois de todo este trabalho as nossas tropas pediram descanso: antes pediram ao Comandante para fazerem alguns exercícios de ordem unida!


E depois de instaladas as tropas, é necessário trabalhar: aqui vemos a esquadra de infantaria em parada, durante a cerimónia de abertura das comemorações, junto ao Obelisco de Toulouse, comemorativo da batalha ocorrida a 10 de abril de 1814.


A esquadra de artilharia também assumiu a sua posição.


Nada como um bom desfile com as armas e equipamento completo, durante alguns quilómetros, para desentorpecer os músculos...


No final do desfile, os elementos das várias associações históricas presentes participaram numa simpática receção, oferecida pelo Sr. Presidente da Câmara de Toulouse, no salão nobre da Câmara, que não só estava profusamente decorada, como continha um apetecível lanche, que contribuiu para as tropas recuperarem as forças.


Os soldados mais fotogénicos são sempre muito requisitados.


Aqui temos a esquadra de infantaria, pronta para iniciar o combate!


Aspeto da linha de infantaria do exército aliado, com as tropas portuguesas em destaque.



Os soldados de artilharia não deixaram os seus méritos por mãos alheias, e fizeram todos os possíveis por atemorizar os adversários, mostrando o poder dos seus canhões.


Aliás, mais uma vez ficou provado que as nossas peças de artilharia são as melhores, pois até funcionam com cargas compostas em parte por farinha.

Só falta mesmo fazerem uns bons moletes....


Depois dos combates é necessário um bom copo, para aliviar o stress...



Aspeto geral do acampamento histórico, ao entardecer

Este foi mais um evento em que valeu a pena participar, não só para rever bons amigos de terras distantes, como também para participar numa comemoração muito relevante, em termos histórico-culturais.

Alma até Almeida!

Pedro Casimiro