Clique na Imagem

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Feira de Caça e Pesca de Vilar Formoso - dias 6 a 8 de fevereiro de 2015 - 2


Caríssimos(as),

Venho deixar-vos mais algumas imagens, relativas ao evento acima referido, que me foram enviadas por outra alma caridosa, que até teve de atravessar uma tempestade de neve só para poder também estar presente neste evento...


Aqui podemos ver os nossos soldados João, Rui e Morgado, de serviço ao stand, prontos para dar informações corretas e atualizadas acerca da atividade do GRHMA. 
Como podem ver, estes soldados utilizam, corretamente, as calças de cor azul, correspondente ao uniforme de inverno, embora  este pormenor não seja, para mim, muito relevante, porquanto em termos históricos e tendo em conta o desgaste rápido das peças de vestuário, o soldado português de época da Guerra Peninsular já ficava feliz se tivesse um qualquer par de calças para usar...


Aqui temos um exemplo dos vários artesãos que estiveram presentes neste evento.



Este espécime também esteve em serviço de sentinela...mais ou menos forçada.



Pedro Casimiro




quarta-feira, 29 de abril de 2015

Feira de Caça e Pesca de Vilar Formoso - dias 6 a 8 de fevereiro de 2015


Caríssimos(as),

Este ano promete ser bastante atarefado, para as nossas tropas!

Este evento, realizado no passado mês de fevereiro em Vilar Formoso, distrito da Guarda, contou com a presença de vários elementos do GRHMA, que se dispuseram a contribuir para a organização de uma escala, de molde a garantir uma presença continuada de elementos, num stand criado para divulgação do concelho de Almeida e da nossa atividade recreativa.


A exibição de fardas, armas e equipamentos é sempre muito apelativa para o público em geral, e normalmente suscita muitas dúvidas e questões, sobre como as coisas se faziam no "antigamente", bem como acerca da função das diversas peças de equipamento, utilizadas pelos soldados da época napoleónica.


A presença do GRHMA neste tipo de eventos é muito relevante, não só como meio de divulgação da atividade de recriação histórica e de captação de novos elementos, como também para demonstrar o potencial que a recriação histórica possui, em termos de dinamização turística e de promoção do património histórico-cultural, em particular, do interior de Portugal.


Aqui podemos ver um pormenor de uma das nossas réplicas de uma peça de artilharia de 3 libras, coroada pelos fantásticos exemplares da arte de fundição (golfinhos e armas reais), que constituem peças únicas e singulares, nunca vistas em recriações históricas. Aliás, quando vamos ao estrangeiro, os nossos canhões suscitam sempre muita admiração, pelos pormenores e qualidade exibida - o que se deve, principalmente, ao trabalho desenvolvido pelos vários elementos da família Guedes.


Esta é a bandeira regimental, do nosso Regimento de Infantaria nº 23.


Aqui podemos ver o Tó e a Paulinha, que tem sido a alma caridosa que me envia as fotos necessárias para a elaboração de alguns posts, aqui no blog!



Agradecimentos e reconhecimento são devidos, uma vez mais, a todos os elementos do GRHMA que responderam à convocatória e que se apresentaram voluntariamente para executar mais este serviço cívico!



Pedro Casimiro



terça-feira, 28 de abril de 2015

Comemoração do dia 25 de abril de 1974 (dia 25 de abril de 2015)


Caríssimos(as),

Venho deixar-vos aqui uma referência relativa a mais um evento participado pelo GRHMA, desta vez nas comemorações do 25 de abril de 1974, que todos os anos se celebram em Almeida, mostrando que os almeidenses continuam a valorizar os ideais subjacentes à chamada Revolução dos Cravos.



Sessão solene, nos Paços do Concelho.



Formatura com Soldados da Paz e Soldados do Património Histórico-Cultural, em Almeida



Cerimónia no Largo 25 de Abril, junto às Portas de S. Francisco.


O nosso amigo Jaco está sempre disponível para ajudar a passar a travessa com as munições de boca...




Pedro Casimiro


sábado, 25 de abril de 2015

Render da Guarda - dia 4 de abril de 2015


Caríssimos(as)

Venho (finalmente...) deixar aqui algumas imagens relativas a uma das relevantes atividades desenvolvidas pelo GRHMA, em Almeida: o Render da Guarda.

Para quem ainda não sabe, trata-se uma atividade desenvolvida uma vez por mês (por regra, entre os meses de março e de setembro de cada ano), pelos elementos da nossa associação, que foi concebida como numa pequena recriação histórica dos trabalhos de guarda e de sentinela às portas de uma fortaleza.

Trata-se, na minha perspetiva, de uma atividade importante, por vários motivos. Desde logo serve para demonstrar aos turistas, e visitantes em geral, que existe vitalidade na Vila de Almeida, traduzida na vontade dos almeidenses em preservarem e promoverem o seu património histórico-cultural. 
Esta atividade serve também como instrumento de integração de novos recrutas e de novos elementos da associação, proporcionando momentos de convívio e de troca de experiências. 
Por fim, serve também, designadamente, para demonstrar, através do exemplo, que existe mais do que uma maneira de revitalizar o interior de Portugal...



Aqui temos a esquadra de soldados que se voluntariou para o serviço de guarda, em marcha pelas ruas de Almeida.


Os soldados Rafael, do Regimento de Infantaria nº 23 (à esquerda na imagem) e Rui, do Batalhão de Caçadores nº 6 (à direita na imagem) assumem as suas posições nas Portas de S. Francisco.


Aqui podemos ver o Carlos, do Regimento de Artilharia nº 4, em serviço de sentinela. 
Este nosso novo elemento tem trabalhado e participado com muita regularidade nas atividades do grupo, mostrando ser um soldado com quem se pode contar!


O soldado Jaco, do Regimento de Infantaria nº 23, também deu o exemplo de como se faz o serviço de sentinela.


Aqui podemos ver a Paulinha, juntamente com dois dos novos elementos do GRHMA. 
A realização da nossa última assembleia geral marcou entrada de diversos elementos civis para o grupo, contribuindo para uma diversificação importante para a nossa atividade e criando oportunidades para o desenvolvimento de outros projetos!


Para além de recriadora histórica, pelo vistos a Paulinha também tem talentos como cozinheira. 
Para prova (literalmente...) deste facto, esta nossa amiga levou alguns exemplares do seu Bolo de Terra, para o almoço de convívio que se realizou na sede do GRHMA, após algumas horas de trabalho nas portas e muralhas da fortaleza de Almeida.


E, como podemos constatar através destas imagens, este bolo foi recebido com um considerável entusiasmo pelos nossos soldados!

Bem hajam as novas recriadoras!


O Palanca é um homem de vários talentos. Para além do excelente trabalho que, juntamente com outros elementos, vem fazendo no GRHMA a nível administrativo, é também um excelente cozinheiro.




Para prova (também, literalmente...) desse facto, este nosso amigo confecionou uma excelente feijoada de chocos, que contribuiu para aliviar o cansaço dos nossos soldados, após o duro trabalho realizado! 


O nossos soldado Jaco também contribuiu de um modo relevante para este almoço, trazendo alguns jarros do excelente vinho que possui na sua adega pessoal!


E depois da festa, ainda há trabalho a fazer!

E quando há trabalho a fazer, o GRHMA pode sempre contar com o nosso soldado Coelho, que está sempre disposto a enfrentar e a superar qualquer tarefa. 

Neste caso, a tarefa consistiu na lavagem da loiça...

Bem haja a todos os nossos elementos que se dispuseram a trabalhar e a colaborar nesta atividade!



Pedro Casimiro