Clique na Imagem

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Moda Feminina no início do Séc. XIX - Estilo Império (1ª Parte)

Durante o caótico primeiro período da Revolução Francesa, ocorreu uma grande mudança na moda feminina. O vestido tipo “Chemise”, assim chamado por causa de sua semelhança com uma camisa interior, tornou-se a forma dominante. A sua simplicidade contrastava fortemente com os vestidos de estilo “Rococó” da época anterior. Os acessórios íntimos do século anterior, como o espartilho e as anquinhas, que tinham sido necessários para formar os trajes e o corpo das mulheres, imposto de forma exagerada pelo estilo “Rococó”, foram abandonados. As mulheres passaram a preferir usar vestidos quase transparentes de tecidos finos em algodão branco com pouca roupa íntima ou nenhuma. A “Camisa” com a sua linha de cintura elevada de corpete único e saia, delineava uma silhueta limpa e tubular, ilustrando como este vestido de uma forma gradual, misturado com o estilo neoclássico, celebrava as formas refinadas e geométricas da Antiguidade Grega e Romana (Figuras 1 e 2)

(Figura 1)

(Fig. 2)

Materiais como a musselina, a gaze e percal (algodão fino e liso) foram escolhidos pela sua simplicidade. O uso destes tecidos permitiu que a função do vestuário, ao invés de moldar o corpo, tinha apenas a única função de o cobrir. A “Camisa”, emblematicamente transmitia uma consciência estética recentemente desenvolvida de valores pós-revolucionário na França. No entanto, sendo o inverno europeu muito frio, para este material fino, tornou-se popular complementar os vestidos com xailes em caxemira em volta dos ombros (figura 3). A “cashmere” da Caxemira, na Índia, foi introduzida em França por Napoleão no regresso da sua campanha do Egipto em 1799. Devido aos padrões exóticos e atraentes de cores policromáticas dos xailes, eles tornaram-se extremamente populares como acessórios para serem usados com o vestido “chemise” simples. Eram porém muito caros e suficientemente valiosos para serem transmitidos em testamento e em listas de enxoval. Após a década de 1830, a popularidade do xaile de “cashmere” espalhou-se pelo público em geral e a partir de 1840 surgiu em França e em Inglaterra indústrias de xailes para atender à procura.

(Fig. 3)

Eugénia Guedes



Sem comentários:

Enviar um comentário