GRHMA

GRHMA
CLIQUE NA IMAGEM

quinta-feira, 8 de março de 2012

Equipamento do Soldado do Início do séc. XIX(5) - por Juan Alberti


Como tenho a certeza que esta série de imagens está a despertar um considerável interesse nos (2 ou 3...) seguidores deste excelente espaço virtual, aqui fica mais uma ronda relativas a preciosidades do séc. XIX.

Legenda:
1 - Óculos graduados com estojo em cobre e armação dobrável 
2 - Caixas em bronze (tamanho grande e pequeno)
3 - Kit para acedimento de fogueiras, composto por mecha, pederneira, pavio e lupa (o conjunto é guardado numa caixa em bronze)
4 - Variantes de caixas em estanho
5 - Caixa com xistos e gordura para olear couro
6 - Garfo artesanal
7 - Saca-rolhas dobrável




Legenda:
1 - Trapo de pano para limpeza de equipamento, com recipiente com óleo (o trapo e o óleo são aplicados após cada utilização da arma, para evitar a ferrugem e remover os resíduos da pólvora)
2 - Peça para remoção das molas dos mosquetes (as molas dos mosquetes encontram-se em pressão permanente e só esta peça permite removê-las com segurança)
3 - Pederneiras de diferentes tamanhos, para pistola (menor), rifle (média) e mosquete (maior)
4 - Tiras em couro e chumbo para ajustar as pederneiras ao cão da arma (no exército português da época era proibida a utilização de tiras em couro e só eram permitidas tiras em chumbo, devido ao risco de ignição desta peça por via da utilização da arma)
5 - Peça para protecção da fecharia do mosquete em couro oleado (servia para proteger a fecharia da humidade)
6 - Medidas de pólvora em bronze para carregamento de cartuchos (a utilização deste metal e do cobre permite evitar a electricidade estática e faiscas decorrentes de manuseamento, que podem levar a uma ignição acidental de pólvora, com efeitos indesejados; por regra, uma medida adequada para um cartucho corresponde a cerca de 7 gramas de pólvora, para o caso do mosquete/rifle)
7 - Recipiente com óleo em bronze
8 - Tipos diferentes de chaves de fendas (destinam-se a manusear e remover diversas peças do mosquete para limpeza e ajustamento; são de utilização indispensável e frequente em "combate")
9 - Peça para medição do calibre da arma
10 - Agulha (pricker) e escova (são os melhores amigos do soldado de infantaria e destinam-se a remover excessos de pólvora e limpar e caçoleta e o ouvido do mosquete) 
11 - Tampa em madeira para o cano da arma (destina-se a evitar infiltrações de humidade no cano)
12 - Chaves de fendas artesanais
13 - Dois polvorinhos em bronze (recipientes serviam para repor pólvora na caçoleta da arma, em caso de falha de disparo)
14 - Um polvorinho em cobre (recipiente para o mesmo efeito)
15 - Bolsa para transporte de pederneiras e saca-trapos 

Infelizmente não tenho disponível uma imagem de um saca-trapos.
Esta peça serve para enroscar na vareta do mosquete e destina-se a remover cartuchos do cano da arma quando esta encrava (o encravamento ocorre quando não se verifica a deflagração da pólvora, devido a excesso de humidade, carregamento defeituoso, etc).

Não pensem que isto resume todo o material que o soldado de infantaria do início do séc. XIX tinha de transportar...


Dúvidas?

Pedro Casimiro


2 comentários:

  1. Pergunto-me porque seria necessário o saca- rolhas!!!!! Guerra é guerra......
    É certo que para nós já fez falta algumas vezes....

    ResponderEliminar
  2. Caro Armindo, deve ser uma espécie de "toque" de civilização em tempo de guerra...

    ;-)

    ResponderEliminar