GRHMA

GRHMA
CLIQUE NA IMAGEM

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Inauguração do Centro de Interpretação das Linhas de Torres Vedras (Forte de S. Vicente), em Torres Vedras (dia 1-7-2017)


Caríssimos(as),

No passado dia 1 de julho realizou-se uma cerimónia solene de inauguração do Centro de Interpretação das Linhas de Torres Vedras, que irá ficar instalado no recentemente remodelado Forte de S. Vicente, em Torres Vedras.

Trata-se de mais um investimento de vulto do Município de Torres Vedras ao nível da promoção e da divulgação do património histórico-militar do respetivo concelho, designadamente em termos da demonstração do relevantíssimo papel e da contribuição desempenhada pelas chamadas Linhas de Torres Vedras, para a derrota do Exército Imperial Francês de mais de 60.000 homens que, no ano de 1810, invadiu Portugal apostado em terminar, pela força das armas e de uma vez por todas, com a resistência do povo português.

Para além dos méritos próprios, decorrentes da existência no Forte de S. Vicente de um conjunto pedagógico muito interessante, que inclui peças museológicas, infografias, maquetas, recursos áudio, audiovisual e multimédia, este equipamento cultural constitui ainda um complemento muito relevante à chamada Rota Histórica das Linhas de Torres e à respetiva rede de Centros Interpretativos, que possui um potencial muito relevante ao nível da promoção e do desenvolvimento do Turismo Militar, associado às chamadas Invasões Francesas ou Guerra Peninsular.



Outro equipamento muito interessante, que pode ser encontrado neste local, é o chamado telégrafo visual, que constituiu, no início do séc. XIX, uma peça fundamental ao nível das comunicações militares entre os vários e geograficamente dispersos fortes que integravam as fortificações das Linhas de Torres e o respetivo centro de comando.

É, por isso, de louvar mais esta iniciativa do Município de Torres Vedras na perspetiva da divulgação de um importante património histórico nacional e regional, facto que constitui mais um indício relevante da especial  sensibilidade dos respetivos responsáveis autárquicos ao nível da promoção e do desenvolvimento cultural deste concelho.


Imagens foram retiradas DAQUI.



Pedro Casimiro



Sem comentários:

Enviar um comentário