GRHMA

GRHMA
CLIQUE NA IMAGEM

domingo, 25 de setembro de 2016

XII Recriação Histórica do Cerco de Almeida - Reportagem video-fotográfica(10): As Damas


Caríssimos(as),
Não haverá nada mais adequado, para encerrar em beleza a série de reportagens relativas a mais uma fantástica edição do Cerco de Almeida, do que dar a conhecer ao mundo algumas das elegantes meninas e senhoras, que com a sua presença contribuíram para abrilhantar este evento!


E para demonstrar que, decorridos mais de duzentos anos da Guerra Peninsular, ainda existem entre nós muitas mulheres de armas, vamos começar com uma imagem relativa ao nosso soldado Zé Manel (que usa o nome de Eunice, na vida civil) que está a usar os seus óculos escuros preferidos (de época...), no decurso de uma marcha para aquecimento dos músculos das pernas.


Já na imagem supra podemos ver o nosso soldado Zé Maria (que quando regressa ao Vimeiro passa a usar o nome civil de Olga), cujos exercícios de aquecimento são mais dirigidos aos braços, para conseguir segurar com mestria a (enormíssima...) bandeira regimental do RI nº 19.


E cá temos mais uma mulher de armas portuguesa, desta vez de Lisboa, que mostrou a muitos soldados que era possível um só elemento transportar facilmente todas as numerosas palamentas necessárias ao funcionamento de uma peça de artilharia de época, balde incluído!



Já de França veio esta simpática oficial de marinha, que mostrou a versatilidade de uma verdadeira recriadora histórica, fazendo com facilidade a transição entre a postura marcial de um soldado e a postura frágil de uma jovem dama.


E por falar em jovens damas, aqui temos mais uma simpática jovem, a tentar proteger o seu chapéu de palha de um inesperado golpe de vento.





As recriadoras históricas vindas de França também deslumbraram o público assistente, com os seus excelentes vestidos de estilo Império, acompanhadas das indispensáveis "sombrinhas".


E aqui podemos ver mais um vestido de estilo Império, em todo o seu esplendor!


A nossa amiga Beatriz (à esquerda da imagem supra), que também é especialista em trajes do início do séc. XIX, sem dúvida que aproveitou mais esta oportunidade para tirar algumas "notas", para utilizar em futuras confeções de época.


As nossas amigas Fernanda (à esquerda da imagem) e Manuela também não faltaram ao Cerco de Almeida, obviamente também vestidas a rigor.


A nossa Paulinha também não deixou os seus créditos (e a "sombrinha"...) por mãos alheias!


E aqui temos a nossa D. Armanda, mostrando que a moda da "sombrinha" veio para ficar, entre as senhoras do departamento civil do GRHMA.

A moda do leque também já está a caminho...


E não podia faltar uma imagem da nossa amiga Fátima, com a sua boa disposição contagiante!




De pequenino se torce o pepino!

Foi precisamente esta a mensagem que as duas beldades acima ilustradas quiseram transmitir...


A profusão de flores em chapéus de senhoras presentes no evento dava a entender que os canteiros de Almeida sofreram algum desbaste, por estes dias...



O encanto da simplicidade...



E o encanto do carinho maternal...


Este post encerra o ciclo de imagens/reportagens relativas à edição deste ano de 2016, do Cerco de Almeida.

Este evento traduziu-se em mais um assinalável sucesso, graças à contribuição de um número sempre crescente de entidade públicas e privadas e de um conjunto de pessoas, singulares e coletivas, que se dedicam, de alma e coração, à promoção e à divulgação da História de Portugal e do património histórico-cultural da Vila de Almeida.

Como sempre, os principais "culpados" deste sucesso são os recriadores históricos!

Na realização deste evento foi indispensável o trabalho e a dedicação dos membros, amigos(as) e simpatizantes do Grupo de Reconstituição Histórica do Município de Almeida (GRHMA), que não só preparam o Cerco de Almeida ao longo do ano, como também estiveram disponíveis para suar a(s) camisa(s) no decurso do mesmo, para além de estarem sempre disponíveis para mastigar quantidades prodigiosas de pólvora!

Outra componente fundamental do sucesso deste evento traduziu-se na presença e participação, ativa e interessada, dos nossos caríssimos(as) camaradas e amigos(as) recriadores(as) históricos(as), provenientes não só das mais diversas regiões de Portugal, como também dos mais diversos países europeus, a fim de partilharem connosco o prazer de celebrar a História.

Bem haja pela vossa presença e participação!


Autoria das imagens: Paulinha, Carlos Marques, Valischka, Fernando, Histoarts e Alma & You.


Pedro Casimiro


Sem comentários:

Enviar um comentário