GRHMA

GRHMA
CLIQUE NA IMAGEM

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Pavilhão Chinês / Chapéu Chinês - 2

Pelos finais do século XVIII, este instrumento, foi introduzido nas Ilhas Britânicas nomeadamente na “Royal Artillery Band” e em 1785 a banda militar de “Coldstream Guards” adquiriu dois tamborins e um Pavilhão Chinês. Espalhando-se assim rapidamente pela Polónia, Rússia, França, Inglaterra foi seguido por outras nações entre quais Portugal com exemplares no Museu Militar do Buçaco, Regimento de Infantaria de Viseu e Grupo de Recriação Histórica do Município de Almeida (GRHMA).

FIG 4 - Vários instrumentos musicais utilizados no Séc.XVIII, distinguindo-se o  Chapéu Chinês
(do livro Percussion Instruments and History, de James Blades)

FIG 5 -Aguarela do Museu “Landesmuseum Ferdinanndeum” da Banda de Música de Innsbruck,  Áustria 1823     


ALGUMAS REFERÊNCIAS DO CHAPÉU CHINÊS NA GUERRA PENINSULAR


      Na guerra Peninsular há algumas referências sobre exércitos confrontantes, relativamente ao Pavilhão Chinês ou “Jingling Johnnie” como dizem os Britânicos. Além do que já foi referido no parágrafo anterior, em que bandas militares Britânicas, tinham adquirido este instrumento musical no final do Século XVIII, no livro “French Napoleonic Infantary Tactics 1792-1815 de Paddy Griffith, cita que em 4 de Maio de 1811, durante a batalha de Fuentes d`Onoro, os oficiais Britânicos observaram bandas de música Francesas acompanhadas de Chapéus Chineses a tocarem em pleno campo aberto entre os exércitos que combatiam.
 Na Batalha de Salamanca a 22 de Julho de 1812 durante os confrontos, o 88th Regimento de Infantaria de Linha (Regimento Irlandês do Exército Britânico) * capturou um chapéu Chinês às tropas Napoleónicas. Há quem afirme que este troféu provavelmente foi capturado aos Turcos pelos Austríacos, (durante as guerras entre ambos no séc. XVII) e que por sua vez foi capturado pelos Franceses, perdendo-o por fim, a favor dos Britânicos na batalha acima referida (figuras 6 e 7).

* Este é o Regimento a que pertenceu o Tenente John Beresford, ferido gravemente no Cerco à Cidade Rodrigo, tendo vindo a falecer dias depois a 28 de Janeiro de 1812 em Almeida, encontrando-se sepultado na Praça Alta desta Vila.   

FIG 6 - Aguarela anónima que encontra no Museu Nacional do Exército em Londres                                     



FIG 7 -  O Pavilhão Chinês
    (troféu capturado pelos ingleses) 

Joaquim Guedes                                                                          



  

2 comentários:

  1. Quem havia de dizer que "os sininhos" tinham uma história tão interessante? Confesso a minha ignorância sobre o assunto.
    Mas um bom Sargento não deixa os seus soldados na ignorância!!!
    Viva o RA4

    ResponderEliminar
  2. Fico contente, de verificar que o Armindo, ficou adepto, de um instrumento musical tão peculiar, como é o Chapéu Chinês,pois, só um artilheiro robusto, poderá ter força para tilintar os inumeros sininhos.
    Força Artilharia
    J. Guedes

    ResponderEliminar