GRHMA

GRHMA
CLIQUE NA IMAGEM

sexta-feira, 7 de abril de 2017

10ª Edição da Escola do Soldado: Almeida, dias 17, 18 e 19 de março de 2017 - Reportagem fotográfica (12ª Parte: Freineda-final)


Caríssimos(as),

Infelizmente, chega uma altura em que até os treinos e os combates histórico-militares têm de terminar!

 

Após termo dos combates histórico-militares realizados nas típicas ruas da aldeia de Freineda (termo esse provocado pelo esgotamento do stock de pólvora...), todos os recriadores históricos presentes neste evento concentraram-se no largo da Igreja, a fim de procederem à realização de algumas demonstrações junto do público que naquele local estava concentrado, em especial os nossos amigos e participantes do famoso 8º Raid do Bucho e Outros Sabores.


Houve também oportunidade para as habituais "fotos de família", que neste caso incluiu os elementos militares do GRHMA, de infantaria e de artilharia.


No entanto, os(as) artilheiros(as), pelos vistos, também pediram ao nosso amigo Carlos Marques uma foto individual, para marcar a estreia das nossas amigas Fátima e Armada, com as suas novas fardas de soldado de artilharia (é só vaidade...).

Como não podia deixar de ser, os aguerridos elementos do nosso Departamento Civil também posaram para a "foto de família", com armas na mão e tudo...


E aqui temos a "foto de família" dos nossos camaradas da Associação para a Memória da Batalha do Vimeiro, que são nossos companheiros inseparáveis de todos os campos de batalha histórico-culturais.



O encerramento deste evento ficou ainda marcado por uma singela, mas muito significativa, cerimónia de oferta de uma placa evocativa, por parte do nosso camarada e amigo Mário Cardoso, em representação da Associação Açoriana de Colecionadores de Armas e Munições (AACAM), à Associação Napoleónica Portuguesa (ANP), que neste ato foi representada pelo respetivo Vice-presidente e Secretária, bem como pelo representante da Associação para a Memória da Batalha do Vimeiro (AMBV).


Esta amável oferta por parte dos nossos amigos da AACAM, que foi exibida a todos os recriadores históricos participantes, é um símbolo da parceira e colaboração que decorreu entre a AACAM e a ANP no decurso do ano de 2016 e que permitiu resolver algumas questões surgidas no início desse ano, que tinham o potencial de poder comprometer, ou no mínimo pôr em risco a atividade desenvolvida pela ANP e suas associadas.

É devido, por isso, um agradecimento muito especial à Direção e a todos os associados da AACAM, por todo o apoio e colaboração dispensados nesta matéria, principalmente porque foi dispensado a título gracioso e sem exigir qualquer contrapartida, num verdadeiro espírito de colaboração e de partilha, típico do mais puro espírito associativo.

Existe, por isso, uma dívida de gratidão nesta matéria que, pelo menos da parte do GRHMA, não será esquecida.


E depois de tamanhos trabalhos e de tantas duras provas, restava apenas aos recriadores históricos saborear o banquete que os esperava!

E tudo começou com umas apetitosas entradas, à sombrinha, onde foram saboreados alguns deliciosos produtos regionais à base de queijos e de enchidos, para além de um saboroso e fresquinho vinho branco leve.



Ás entradas seguiu-se o esperado (e desejado...) Bucho, acompanhado por abudantes batatas e grelos da aldeia!

Na imagem supra podemos ver o nosso amigo Carlos Marques a olhar para o corredor, aparentemente ansioso que não chegasse até si tão afamado pitéu para acalmar a fome, tal era o apetite por Bucho que o rodeava.

Circularam, segundo dizem, rumores no sentido de que os grelos que foram oferecidos às tropas eram bons, mas que havia melhores, como seriam aqueles que eram cultivados lá para as bandas de Mortágua. Bem, ficamos todos com água na boca e à espera de um convite, para saborear tão afamados grelos...



A título de balanço, pode dizer-se que a edição deste ano da Escola do Soldado foi um perfeito sucesso, que se traduziu em mais um passo na afirmação deste evento como complemento indispensável ao mais conhecido evento anual realizado no mês de agosto, o Cerco de Almeida.

Este sucesso não é, como devem imaginar, fruto do acaso, mas deve-se, em primeira linha, à colaboração que existe entre o Município de Almeida e o GRHMA e à parceria criada no âmbito da promoção e divulgação do património histórico-cultural de Portugal e de Almeida. 

É também fruto da colaboração e do trabalho do conjunto de recriadores históricos, nacionais e estrangeiros, que se dedicam a fazer centenas e, em alguns casos, até milhares de quilómetros, a fim de partilharem connosco esta atividade. 

É, designadamente, também fruto da colaboração e participação, direta e indireta, de múltiplas entidades, entre as quais avulta a Polícia de Segurança Pública e a respetiva Direção Nacional, que estão sempre disponíveis para colaborar na resolução das mais diversas questões que surgem, relacionadas com este tipo de eventos e sem as quais estes certamente não teriam a mesma projeção.

Por último, mas não em último, é devido um agradecimento e um Bem Haja muito especial aos habitantes de Freineda e também em especial ao nosso caríssimo amigo Dr. Miguel Bernardo, Presidente da Junta de Freguesia, pelo acolhimento e pelo carinho com que sempre recebem os recriadores históricos.

Foi igualmente notória uma evolução, em termos qualitativos, quer ao nível da organização do evento em Freineda, quer em termos de participação e presença de público nesta aldeia, o que deixa antever excelentes perspetivas, em termos de evolução e de projeção futura deste evento, na magnífica aldeia de Freineda!

Autoria das imagens: Carlos Marques, Fernando Peneiras e Paulinha (fotos do repasto...).

ALMA ATÉ ALMEIDA!


Pedro Casimiro



2 comentários:

  1. As fotos do repasto são minhas! Bem... ����

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi uma falha imperdoável...a justiça da autoria já foi reposta.

      Eliminar