Clique na Imagem

terça-feira, 18 de abril de 2017

Render da Guarda: Almeida, dia 15 de abril 2017


Caríssimos(as),

No passado sábado teve início o ciclo de eventos mensalmente realizados nas Portas de S. Francisco, em Almeida, denominado de Render da Guarda.

Este evento periódico tem por objetivo promover a realização de demonstrações e de recriações históricas simbólicas de uma das atividades militares típicas das guarnições das fortalezas, traduzida na colocação e no render das sentinelas, colocadas nas principais portas de acesso às mesmas.
 

Estando em causa unidades histórico-militares rigorosas, como o são todas as unidades que integram o GRHMA, a melhor maneira de começar qualquer atividade passa sempre pela realização de uma boa marcha, pelas ruas de Almeida.



Por via de regra, as sentinelas ficam sempre colocadas nas Portas de S. Francisco (mais propriamente designadas por Portas Duplas de S. Francisco da Cruz), que constituí a mais conhecida e principal via de acesso à fortaleza de Almeida e que possui, além disso, um simbolismo muito especial

"A Porta Exterior é já do séc. XIX, mas a Interior ou Magistral contém o portal monumental do séc. XVII, atribuído a Pierre Garsin (segundo o Tratado de Antoine de Ville). Ambas servem para orientar o visitante, remetendo a Sala de Armas da entrada da Praça-forte para o Museu Histórico-Militar de Almeida, do qual faz parte. No caso da Porta Magistral, distingue-se a cobertura à prova de bomba, quer no Trânsito quer no Corpo de Guarda, com compartimentos para tropas e oficiais, lareira e latrina. As cortinas laterais da muralha em ambos os lados da Porta foram reformadas após as brechas causadas pelo Cerco de 1810"(tirado daqui).


E aqui temos as duas fadas do Departamento Civil do GRHMA, que trabalharam arduamente na confeção de um verdadeiro banquete, para os soldados que se dispuseram a participar neste evento!



E cá estão alguns dos ingredientes usados nesta refeição celestial, todos eles rigorosamente selecionados e provenientes da mais pura agricultura biológica!
 


Ficou também memória para a posteridade do excelente vinho tinto especial, que foi oferecido às tropas pelo Comandante do GRHMA, para acompanhar esta copiosa refeição, cuja abertura e decantação ficou a cargo do nosso cabo Mário Alverca.


Os sucessivos brindes feitos pelo nosso amigo Palanca foram um dos sinais indicativos de que o vinho tinha qualidade e estava aprovado.

 

E aqui temos alguns dos dedicados elementos que se dispuseram a participar neste evento, a partilhar uma refeição na sede do GRHMA, em alegre convívio!

A realização deste evento nesta data constituiu uma aposta ganha, tendo sido muito apreciado pelos muitos turistas e visitantes (nacionais e estrangeiros) que circulavam pela fortaleza de Almeida, facto que contribuiu para uma considerável promoção e divulgação adicional do trabalho histórico-cultural e histórico-militar que vem sendo desenvolvido nesta fantástica localidade, por parte da respetiva Câmara Municipal e com a colaboração do GRHMA e dos seus generosos elementos.



Autoria das imagens: Paulinha e Armando.


Pedro Casimiro




Sem comentários:

Enviar um comentário