GRHMA

GRHMA
CLIQUE NA IMAGEM

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Evento: "O Monstro tem Fome" - Castelo Mendo, dias 7 e 8 de abril de 2017


Caríssimos(as),

Venho deixar aqui uma nota relativa a um interessante evento histórico-cultural, que irá ter lugar na belíssima localidade de Castelo Mendo, concelho de Almeida, nos próximos dias 7 e 8 de abril.

Este evento destina-se a recriar uma das mais caraterísticas lendas e tradições da típica aldeia de Castelo Mendo (que está integrada da rede de Aldeias Históricas), a qual (lenda), segundo dizem, reza o seguinte:

"Há muitos anos, tantos que já se perdeu a memoria, o povo de Castelo de Mendo vivia aterrorizado, porque sempre que chegava a Primavera, desaparecia alguém sem deixar rasto. O primeiro a desaparecer foi o rapaz mais bonito da terra. Muito se disse, muito se pensou e especulou sobre o assunto, mas o certo é que do rapaz nem sinal. Durante todo o ano se tentou, em vão, saber do paradeiro do rapaz e para pasmo geral na Primavera seguinte o caso repetiu-se e voltou a repetir-se nas Primaveras que se lhe seguiram. Sempre que chegava a Primavera, desaparecia um rapaz. De modo que em vez de se alegrarem com a chegada do bom tempo, os habitantes da aldeia viviam em pânico. Quem seria o próximo? E apesar de todas as precauções, nada parecia conseguir evitar aqueles estranhos desaparecimentos. Já em desespero, resolveram, consultar um ermitão que vivia a muitas léguas dali. Talvez ele com toda a sua sabedoria soubesse o que fazer. Demoraram alguns dias ate o encontrarem e quando finalmente o avistaram, parecia que o homem sabia da sua vinda porque lhes dirigiu estas palavras:

Nestas terras por azar
Anda um monstro traiçoeiro
Ai de quem ele avistar
Que o engole logo inteiro

Para este mal acabar
Oiçam-me bem esta rima
Dezoito moços hão-de andar
Nus da cintura para cima

Dado o recado os três homens agradeceram e voltaram para a aldeia. Uma vez lá chegados o povo recebeu com alegria as boas noticias e alguém respondeu falando mais alto que os demais:
 
 Mandar moços seminus
À Senhora do Sacaparte
Se essa é a solução
Pois lá irão!

E foram. Nesse ano e nos que se seguiram durante séculos e séculos. Do monstro nunca mais se ouviu falar mas também nunca ninguém duvidou do ermitão. E a tradição ainda hoje se cumpriria não fosse a ordem de um bispo que não achou graça a esta pratica e a proibiu!" (texto retirado daqui).


Trata-se por isso de um evento a não perder e que ainda por cima possui uma garantia, em termos de fidelidade e de qualidade, porquanto na respetiva organização está envolvida a nossa conhecida equipa do Município de Almeida.


Pedro Casimiro




Sem comentários:

Enviar um comentário